Os policiais penais foram afastados das atividades operacionais por suposto envolvimento em batida entre carretas na BR 277 em Candói.

Aline Penteado, filha do caminhoneiro Adelmar Penteado que sobreviveu ao acidente afirmou que o responsável pela batida é o Deppen (Departamento de Polícia Penal do Paraná), tendo isso em vista o departamento informou que "abriu um procedimento administrativo junto à Corregedoria do Departamento Penal para apurar as circunstâncias do fato".

Enquanto não há uma resposta eles ficarão prestando serviços administrativos até o fim das investigações. Até o momento os Policiais Penais citados foram ouvidos como testemunhas e continuam colaborando com esclarecimentos à autoridade policial.

O acidente

Grave acidente de trânsito deixou vítima morta e outra em estado grave na BR 277, na região de Candói, na manhã de terça-feira (4). Acidente envolveu duas carretas porta-contêineres, uma brasileira e uma paraguaia.

O motorista paraguaio morreu no local e o condutor brasileiro foi encaminhado ao hospital com múltiplas fraturas. O trânsito está em pare e siga. Os motoristas que passarem pelo local devem redobrar as atenções e respeitar a sinalização da via.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), testemunhas relataram que duas viaturas caracterizadas do Depen-PR, estariam envolvidas no batida. As viaturas foram identificadas e as equipes foram ouvidas pela Polícia Civil de Guarapuava, que irá investigar as causas do acidente.

(Fonte: Catve)